Sony vai fabricar drones

Chegamos ao auge do mercado de drones? Se não, estamos prestes a chegar. Não é à toa que algumas empresas bem tradicionais estão de olho nesse filão. É o caso da Sony: a gigante se uniu a uma startup japonesa chamada ZMP para criar uma empresa especializada em aeronaves não tripuladas.

Mas não é qualquer tipo de drone. A Aerosense, como foi batizada, promete criar modelos específicos para filmagens — pelo jeito, a modalidade que mais tem sido destinada aos drones.

Eventualmente, até será possível instalar uma GoPro no drone para fazer registros do alto, mas o foco da Aerosense está em atividades profissionais. Os drones poderão ser usados, por exemplo, para vigilância aérea, mapeamento de áreas, inspeção externa de prédios ou obras e assim por diante.

Como se destacar em um mercado que já tem tantas opções (não muitas, na realidade, mas empresas como DJI e Parrot vêm roubando a cena)? É aí que a joint venture com a ZMP passa a fazer sentido: a startup é especializada em robótica e sistemas autônomos. A tecnologia da empresa chamou atenção até da Intel que, no ano passado, investiu um valor não revelado na ZMP.

A estratégia vai ser essa: recorrer a tecnologias que tornem os drones mais aptos às atividades a que forem destinados. Além disso, a Sony deverá disponibilizar as suas tecnologias de câmeras. É um tanto óbvio: além de ter tradição em equipamentos para filmagens e fotos, a Sony fornece sensores de câmeras para vários fabricantes de dispositivos móveis.

O negócio será conduzido pela divisão de mobilidade da Sony. Não há data certa para o lançamento dos drones, mas a expectativa é a de que os primeiros modelos cheguem ao mercado no primeiro semestre de 2016.

 

Publicado em: tecnoblog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *